Crítica: (500) Dias com Ela

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Quem assiste (500) Dias com Ela encontra uma descrição um tanto que quase perfeita do que seria aquele amor não correspondido e, logo de cara, vemos que o filme mostra honestamente esta situação, principalmente com a seguinte frase mostrada no início do filme:

“O filme a seguir é uma história de ficção. Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência. Especialmente você Jenny Beckman. Vaca”.

O longa conta a história de Tom (Joseph Gordon-Levitt), este que se apaixona por Summer (Zooey Deschanel), uma mulher centrada apenas em si. Mas, infelizmente, Summer não é a mulher para Tom, e a partir disto a direção aproveita e conta a história deles por meio de flashes, de forma não cronológica, mostrando os altos e baixos da relação entre eles.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Logo na introdução, por meio de uma tela dividida, podemos ver como foi a infância das personagens, e logo em seguida mostra-se o trabalho, ou o que considerar disso, de cada um deles. Tom é redator de cartões de felicitações, enquanto Summer, assistente do diretor da empresa em que trabalha.

A primeira interação do casal, e também o momento em que Tom se apaixona por Summer, é num elevador. Ele está ouvindo música, e se apaixona por Summer quando ela diz adorar a banda que ele está “ouvindo”. A partir daí eles começam a passar um tempo juntos e descobrem, consequentemente, mais afinidades entre eles.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após alguns encontros eles transam, e tem-se o início de algo parecido com um namoro, mas que não é namoro, pois Summer não pretende rotular a relação. A magia que se inicia nessa cena termina, de forma drástica, na cena em que eles terminaram. E quando Tom já havia superado a dor de partida, eles vivem um belo final de semana por conta do casamento de uma amiga em comum. Para finalizar acompanhamos a tela dividida novamente mostrando as idealizações de Tom sendo destruídas.

O filme consegue tratar coisas da vida real e fazer com que as pessoas prestem atenção nas “fases” do seu relacionamento. O roteiro ao ser tratado de forma não linear mostra como realmente são os relacionamentos, em suas diversas fases, sem interferência do que vem antes ou depois, e essa pode ter sido a melhor escolha para que o longa pudesse fugir do clichê “menino conhece menina e se apaixona”.

Sinopse

Tom Hansen (Joseph Gordon-Levitt) está em uma reunião com seu chefe, Vance (Clark Gregg), quando ele apresenta sua nova assistente, Summer Finn (Zooey Deschanel). Tom logo fica impressionado com sua beleza, o que faz com que tente, nas duas semanas seguintes, realizar algum tipo de contato. Sua grande chance surge quando seu melhor amigo o convida a ir em um karaokê, onde os colegas de trabalho costumam ir. Lá Tom encontra Summer. Eles também cantam e conversam sobre o amor, dando início a um relacionamento.

Ficha Técnica
Título: (500) Dias com Ela
Título original: (500) Days of Summer
Duração: 97 minutos
Gênero: comédia romântica
Direção: Marc Webb
Roteiro: Scott Neustadter, Michael H. Weber
Distribuição:  Fox Filmes
Nota: 4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *