Crítica: Invasão à Casa Branca

Invasão à casa Branca é aquele tipo de filme de ação à moda antiga, nada de muitos efeitos especiais, a ação é quem reina no longa. Um ponto forte do filme é que ele vai direto ao ponto da trama, sem enrolação alguma.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Mike Banning é oficial do serviço secreto e trabalha, diretamente, com o presidente. Após um acidente que envolve a morte da primeira-dama, Mike resolve ir trabalhar em outro departamento. O presidente recebe, na Casa Branca, a visita do presidente da Coréia, porém existiam terroristas infiltrados na equipe do então presidente coreano. Com a tomada prévia da Casa Branca, outras pessoas, que se passavam por turistas, também invadem o local. Para melhorar o clima de ação, um avião sem autorização entra no espaço aéreo americano e atira contra a população.

Numa tentativa de salvar o presidente, Mike se infiltra na Casa Branca, a partir daí a ação começa, e o espectador não consegue se desligar do trama e do que está acontecendo. O filme é recheado de cenas inquietantes, que fazem quem o assiste procurar saber cada vez mias o que vai ocorrer em seguida. Um filme cru, violento, mas uma boa opção para se divertir. Várias cenas de adrenalina e até de situações improváveis trazendo a obra para um nível superior.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Os personagens são excelentes, encorporaram realmente o papel que lhes foram designados, fotografia e roteiro também são ótimos, mas percebemos que há falhas em algumas partes que ficam bastantes massivas.

Sinopse

Mike Banning (Gerard Butler) é um dedicado funcionário do serviço secreto americano, que tem por função proteger o presidente Benjamin Asher (Aaron Eckhart) e sua família. Ao levá-los para uma festa de Natal, uma intensa nevasca faz com que o carro em que estão o presidente e sua esposa, Margaret (Ashley Judd), sofra um acidente. Mike consegue salvar Benjamin, mas a primeira-dama morre. A partir de então, Mike é deslocado para um serviço burocrático de escritório em Washington, que ele detesta. Dezoito meses depois, a Casa Branca é atacada por terroristas norte-coreanos. Percebendo o pânico na população e o perigo que o presidente corre, Mike segue para a Casa Branca para ajudar no que pode. Com toda a equipe de segurança local dizimada, ele se torna a única esperança dentro da Casa Branca para combater os terroristas e salvar o presidente.

Ficha Técnica
Título: Invasão à casa Branca
Título original: Olympus Has Fallen
Duração: 120 minutos
Gênero: ação, suspense
Direção: Antoine Fuqua
Roteiro: Creighton Rothenberger, Katrin Benedikt
Distribuição: Paris Filmes
Nota: 4/5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *